Isonomia no horário de trabalho – Servidores da Saúde de Rio do Sul rejeitam proposta da secretaria municipal da saúde..

Isonomia no horário de trabalho – Servidores da Saúde de Rio do Sul rejeitam proposta da secretaria da saúde, e vão à Justiça

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Rio do Sul e Região (SINSPURS) realizou reunião com os funcionários da Secretaria da Saúde de Rio do Sul, nesta terça-feira 14, para debater e votar proposta da prefeitura sobre as horas trabalhadas na Secretaria.

De acordo com a presidenta do Sindicato, Marilene Back Espíndola, os servidores analisaram a proposta da secretaria da saúde, de sete horas diárias. No entanto, o Decreto 5165, de 22 de fevereiro de 2016, que instituiu o turno único na administração direta e indireta, determina turno de seis horas. Atualmente tem servidores trabalhando oito horas e outros, seis. Isso gerou descontentamento porque são trabalhadores que prestaram o mesmo tipo de concurso e deveriam ser igualmente beneficiados pelo decreto de turno único.

Na quinta-feira da semana passada, o Sindicato reuniu a Comissão da Saúde com a presença do secretário da Saúde, Rodrigo Duarte, e do secretário de Administração, Givanildo Silva. Na ocasião, a prefeitura apresentou proposta de sete horas diárias. A Comissão decidiu fazer reunião ampliada nesta terça-feira, onde os servidores pudessem debater a proposta e decidir se aceitam ou não. “A proposta da secretaria da saúde  foi rejeitada por 53 votos a 27. Ainda durante esta semana a assessoria jurídica do Sindicato vai entrar com Ação Judicial para que se cumpra o Decreto”, explicou Marilene.

A servidora Daiane Andrade, presente à reunião, disse que “a nossa briga é para que todos os funcionários tenham os mesmos benefícios. O que está acontecendo é que só alguns servidores estão trabalhando conforme o Decreto. Como pode haver essa diferença de seis e oito horas se são servidores que prestaram o mesmo concurso de 40 horas semanais?”, questiona Daiane.

“Agora vamos atuar pela via jurídica e aguardar uma decisão judicial. Esperamos que esse impasse seja logo resolvido”, finalizou Marilene.

 

OUTRAS INFORMAÇÕES: (47) 3521-0280, com Marilene ou Ivone, no Sindicato.

SINSPURS Saúde 3SINSPURS Saúde 1SINSPURS Saúde 2